quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Quimera



Floreia lá fora
A vida
Tênue, fresca, límpida.

Arrefece  aqui dentro
A vida
Lânguida, morna, turva.

O que há com a vida?
Lá fora,
Passa, despreocupada, azul...

O que há com a vida?
Aqui dentro,
Que escapa, aflita, por nada, por tudo, tão cinza?

Ah, fico cá a pensar em quimeras...
Num dia flácido, sem lítio, de sol,
Numa noite , sem narcose, de lua,
Numa alegria que me venha plena,
Sem promessa de fim,
Ou a  ameaça da condição.

ELOISA ROCIA

0 comentários:

Postar um comentário

Olá, amiga, amigo...
Espero que tenha gostado do blog e que volte muitas vezes neste espaço!
Abraço!
Eloisa