sábado, 2 de agosto de 2014

Meus 37

Sol. Luz. Pleno domingo.
No peito, a vida que foge.
Já quis a morte, é verdade.
A morte me driblou e, até ela, me abandonou.
Fiquei sozinha. Sem vida e sem morte.. Respirando...
Só, sobre a Terra.
Hoje, dia azul.
Meus 37 me engoliram, como a jararaca que engole o camundongo.
O dia passa... a dor fica.

(Eloisa Rocia)

0 comentários:

Postar um comentário

Olá, amiga, amigo...
Espero que tenha gostado do blog e que volte muitas vezes neste espaço!
Abraço!
Eloisa