quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Aqui...


Não quero o topo
Não quero aplauso
Não quero flores
Não quero amigos:
Eu não quero o seu lugar.

Tá legal prá mim
Aqui na lama fria
Já quis o alto algumas vezes,
(Estive lá)
E não gostei

Fantasmas me assombram
Mas eu não acredito em fantasmas.
A paisagem é bacana,
Mas é cinza: e não há beleza no cinza.

Não quero a espada:
Eu sou de brisa!
Não quero os fatos:
Eu não me importo.

Apenas quero o esquecimento
Assim está bem.
(Sinto-me incrivelmente bem)
Sempre que me recolho à minha
(tão minha)
Insignificância.

4 comentários:

Gracita disse...

Palavras intensas e profundas nestes versos de pura sensibilidade. Um dia espetacular pra você Eloisa. Beijinhos no coração

SIMONE PRADO disse...

Que bom receber sua visita! Vim agradecer e também aqui ficar, desejando um lindo dia e uma flor pra te alegrar.

Evanir disse...


Nunca estamos sós, é verdade.
É bom saber que temos amigos em quem podemos confiar.
Pessoas que nos apoiam e nos acolhem com tanto carinho.
É certo que tenho passado momentos muito difíceis.
E comigo estão sempre os amigos, dando-me palavras de conforto e ânimo.
Sou grata a Deus por ter conhecido tanta pessoa boa, de coração aberto e firmes.
Quero agradecer a você por tudo.
Em especial por estar a meu lado, sempre.
Saiba que eu também quero fazer por você o que for possível.
Disponha da minha amizade sincera.
Meu eterno agradecimento.
Como é bom poder contar com seu carinho sempre!!!
Um feliz final de Domingo beijos no coração..
Na postagem do blog tem um mimo para você pegue no caso de você gostar
Evanir.

Lindalva disse...

Hum adorei este teu cantinho Eloisa e já estou seguindo. Beijinhos reluzentes. Vou agora conhecer teu outro blog.

Postar um comentário

Olá, amiga, amigo...
Espero que tenha gostado do blog e que volte muitas vezes neste espaço!
Abraço!
Eloisa