domingo, 4 de julho de 2010

Constelação de Órion


- Olha lá a Constelação de Órion. - Esta foi a minha fala prá você naquela noite.
Estava frio. Estávamos vindo da Universidade. Éramos apenas bons amigos.Você, como todo o bom amigo, cuidadoso, sempre me deixava no portão de casa e ficava me esperando entrar. Só ia embora após ouvir o barulho da tranca da porta.
Naquela noite, como que me pedindo para ficar mais um pouco, você olhou para o céu e disse: “- que céu espetacular... veja!”
Parei contra o portão. Você com um pé na sarjeta, outro no asfalto. Olhávamos para o céu.
- Constelação de Órion? Você estuda Enfermagem ou Astrologia? - caindo na risada. Você não fazia idéia do que seria esta tal constelação.
- A constelação de Órion - expliquei - é uma constelação reconhecida em todo o mundo, por ter estrelas brilhantes e visíveis de ambos os hemisférios. É uma constelação fácil de ser enxergada pois, dentre as estrelas que a compõem, destaca-se a presença das “Três Marias", que formam o cinturão de Órion – expliquei. – Nunca ouviu falar nas “três Marias”?
- “Três Marias? Onde?” – (o golpe fatal).
- Apontei com o dedo para o cinturão de Órion: as três Marias. Veja!
Minha avó dizia que não se devia apontar estrelas no céu com o dedo. Dizia ela que não trazia boa sorte. Lembrei-me dela nesta hora. Em quase tudo os idosos estão certos. Mas nisso minha avó errou.
Nosso namoro começou dias depois deste ocorrido. No nosso caso deu sorte: faremos neste ano (2.010), oito anos de casamento. E o mais interessante: temos as três Marias dentro da nossa própria casa: as nossas Marias.


Eloisa Rocia

0 comentários:

Postar um comentário

Olá, amiga, amigo...
Espero que tenha gostado do blog e que volte muitas vezes neste espaço!
Abraço!
Eloisa