quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Alguém por mim...

Há de haver alguém aqui
Neste quarto escuro e frio,
fechado, porta adentro
Além de mim
Chorando por memórias que ficaram
De pessoas que partiram sem deixar explicação
O que faltou?
Por que fingir se não há luz no cais
Adentro um pensamento queima feito fogo ardendo
Quente
Chama ardente
Brisa fria
Noite vazia
Choca com a loucura, a desventura
De amanhã
De manhã
Não amanhecer
Desaparecer...

E como não pensar, não crer, não ver
Que há alguém que tira da faca o gume
Do veneno a toxixidade
Da ponte a altura
Da corda o laço
Que me impede o tropeço
Sem retorno do começo
Ou do fim
Eu sei que há... alguém...
Alguém aqui
Por mim.

(Eloisa Rocia)

3 comentários:

Marly Motta disse...

Nossa, é tudo que eu precisava ler agora...momento frio, vazio, e vc me fez lembrar que há alguém por mim! bjos linda:)

Eloisa Pedroni ∞ disse...

Palavras que dizem tudo, literalmente.
Tenho certeza, assim como o ar que respiro, que esse alguém, é Deus!

é ELE, por nós! :)

Obrigada pelas lindas palavras, para muitos pode não valer muita coisa, mas para mim, entrar e ler o que escrevestes, é maravilhoso e impulsionador!

Beijo grande!
Elô...

Palavras que dizem tudo... disse...

Obrigada, Elô Pedroni, charazinha!

Suas palavras valem muito para mim!

Nós, somente nós, sabemos o que sentimos...

Beijos...

Elô Rocia

Postar um comentário

Olá, amiga, amigo...
Espero que tenha gostado do blog e que volte muitas vezes neste espaço!
Abraço!
Eloisa