segunda-feira, 24 de outubro de 2011

ALGUÉM AQUI...


Há de haver alguém aqui
Que possa ouvir o coração bater... lento... quente...
Como as noites tão suaves de verão
Que espalhamos as palavras em todas as calçadas
e pelas sacadas do nosso apartamento...

Há de haver alguém que escute o sussurrar deste lamento
De não ter
De perder
De ter que se esquecer do que nunca se quis ...

Esqueça
Avida clama lá fora agora
As aves continuam seus trajetos
O sol ainda brilha em minha direção
O que há comigo então?
Há de haver aguém... há de haver alguém... aqui?

(Eloisa Rocia)

3 comentários:

Ari Mariano disse...

Oba finalmente algo novo para ler...

Engraçado lendo o que você escreve fico pensando será mesmo que existem bilhões de pessoas no mundo ???,parece que não, gosto muito do que escreve e sinceramente acho que eu não sou o único, as vezes me pego pensando nessas coisas, " será que só eu penso assim " ou " será que somente eu vejo isso ", infelizmente eu não sei, entretanto não me importo, quero mesmo é ter opinião e entender, mesmo que seja um pouco o que pensa o resto do mundo. Se acredita mesmo que não há ninguém, escreva com vontade, com desejo, como desabafo para o papel, alias em tempo modernos para o monitor, triste é não poder se expressar ! pelo menos eu penso assim ...

Palavras que dizem tudo... disse...

Obrigada, Ari! Suas palavras são sempre como lanças que vêm ao meu encontro e me acertam, mas de um jeito bom! =D
Sim! Sempre há alguém! E mesmo que não haja... existe um ser supremo que há de ver e ouvir tudo o que a nossa voz tem que calar!
Você deveria blogar suas idéias também! Sabe escrever!
Obrigada pela visita!
Volte sempre!
Eloisa Rocia

Ari Mariano disse...

Quem sabe um dia...gosto da ideia de escrever, entretanto não sei bem o que. Coisas simples as vezes se transformam em grandes reflexões sobre coisa alguma, acho que preciso de foco, nos últimos dias tenho aprendido a aprender com a perda, talvez comece escrevendo sobre isso, ou usando a inspiração que consegui lendo o texto a cima que fale mais um pouco sobre esse estranho sentimento de se sentir só no meio de um mundo tão "grandão". Ligar o "to nem ai" as vezes não funciona o tempo inteiro, me pego achando um absurdo o preço do açúcar ou o nosso atual meio de produção de sentimentos, enquanto uso esse pequeno espaço de comentários para desabafar as dores de maneira controlada da última semana vou pensando em um novo e bom assunto para falar, enfim acho uma boa ideia, preciso pensar em um nome, um bom nome que diga tudo sem dizer nada...ficando assim meio a meio como um biscoito recheado, sabe ? ou uma frase não dita, entretanto pensada ( em voz alta), to viajando aqui já, a certos sentimentos e pensamentos que apenas o próprio dono deles entende. Quando criar um blog, se tiver coragem de criar, você com certeza saberá... Rs :D

Postar um comentário

Olá, amiga, amigo...
Espero que tenha gostado do blog e que volte muitas vezes neste espaço!
Abraço!
Eloisa